3 minutos de leitura

O planejamento tributário no agronegócio

O agronegócio é um setor da economia que está em constante crescimento há muito tempo e só tende a continuar seguindo esse padrão. Sendo considerado uma junção de atividades produtivas ligadas aos produtos derivados da agricultura e pecuária, o agronegócio (também chamado, hoje, de “agribusiness”) alcançou a marca de 27,4% do PIB brasileiro em 2021, segundo pesquisa do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada).

As atividades, consideradas tão importantes para o país – seja internamente ou para exportação, estão trazendo benefícios para os produtores rurais que estão cada vez mais estimulados e constantemente recebendo alta demanda do mercado e, com isso vem o aumento da geração de empregos, caixa e lucro. 

Porém, assim como ocorre em todos os setores da economia, é natural que com esses bons frutos também venham maiores responsabilidades e custos mais elevados para continuar com o bom desenvolvimento da produção – ou seja, haverá uma movimentação financeira bastante significativa, seja para pagamentos de tributos ou para investimentos. 

Isso tudo, é claro, pode vir a gerar alguns ônus para os produtores e para que isso seja evitado e, também, para minimizar quaisquer impactos, é importante que seja realizado um planejamento tributário.

Se você é do ramo do agronegócio, essa matéria vai te interessar, além disso, vamos deixar aqui algumas dicas para que o seu negócio esteja preparado e não sofra perdas significativas por conta da tributação.

O que você deve saber

Para começar, vamos enfatizar a importância de uma boa organização dentro do negócio: manter o caixa, notas fiscais, pagamentos e recebimentos em dia, é, basicamente, o primeiro passo para se ter um bom planejamento tributário. 

Não espere pela época da Declaração do Imposto de Renda!

Se você é produtor rural e só se preocupa com os números fiscais na hora de fazer a  declaração para a Receita Federal, você pode não ter controle de todas as informações necessárias para o funcionamento realmente otimizado do seu negócio, por isso, o ideal é fazer o levantamento e o acompanhamento de todos os números do exercício fiscal, garantindo, assim, uma possível redução do desembolso tributário.

Você sabia que nem todo movimento de caixa entrará para a base de cálculo do IR?

Pois é, ao contrário do que muitos produtores pensam, nem tudo o que entra e sai de caixa será apurado como resultado tributável – isso é mais um dos motivos pelos quais existe a necessidade de que o produtor mantenha total controle dos seus números durante o ano inteiro e não apenas durante a época de declaração uma vez que o planejamento tributário ajuda na apuração correta de todos esses dados.

Algumas entradas e saídas que não são contabilizadas na apuração são:

  • Recebimento de arrendamento;
  • Pagamento de despesa não comprovada por documentação hábil e idônea
  • Recebimento de recursos de financiamentos.

Além disso, especialmente quando o produtor rural é pessoa física, existem algumas exceções do regime de caixa no momento do resultado tributável, como, por exemplo: o recebimento de adiantamentos para entrega futura de produtos e a aquisição de investimentos por meio de financiamento. Ter essa noção pode ajudar a reduzir a carga tributária sem mexer no caixa do negócio.

Planejamento e gestão

Como na maioria dos casos, os produtores rurais são pessoas físicas, a questão do planejamento tributário pode parecer complicado demais de se fazer ou sem muita importância, porém, existem maneiras de realizar a reestruturação do negócio e, assim, conseguir realizar um planejamento tributário eficaz.

Uma vez que a intenção é reduzir a tributação, é de muita importância analisar como o negócio demanda do caixa para ver entender as necessidades e traçar estratégias para a redução dos tributos.

Entende-se, então, a importância da organização e da boa gestão do caixa para a realização do planejamento tributário no meio rural e o resultado disso é a redução dos tributos que é, sem dúvidas, muito bom para o bolso do produtor e para os negócios.

Como a Dome pode ajudar no planejamento tributário?

Sendo uma das consultorias mais completas do mercado, a Dome está preparada para todos os desafios tributários, especialmente os do agronegócio. 

Contamos com um time de especialistas para oferecer serviços de excelência, além de fazer uma auditoria do seu negócio, nós entendemos a melhor maneira de ajudar a sua empresa para, consequentemente, não ter problemas com a tributação.

A Dome vai fazer o planejamento tributário da sua empresa: de maneira descomplicada e totalmente eficaz. Conheça nossos serviços e entenda como vamos otimizar o seu negócio.

Compartilhe:

Também recomendamos essas leituras para você:

DIRBI: o que é a nova obrigação acessória e quem deve entregar?

IVA: Como será o imposto dual brasileiro?

Imposto Territorial Rural – ITR: o que é e como funciona

Conteúdo relevante, confiável e estratégico em primeira mão no seu e-mail!

Suas informações foram enviadas com sucesso.